Adoção = Amor

Eu tenho assistido a diversos vídeos sobre adoção, e estes, do Canal “Adoção Santa Catarina – Laços de Amor” mudaram muito a minha visão sobre este gesto:

Primeiro vídeo que vi.

Esses vídeos me fizeram perceber, pela primeira vez, a adoção, como uma experiência muito positiva, uma celebração do amor mesmo, ao invés de um “gesto de caridade”, de “amor ao próximo”, como eu costumava ver esse processo.

A adoção nunca me atraiu porque eu achava que era uma maternidade “menor”, que era impossível amar um filho adotado da mesma forma que um biológico, porque ele não teria suas feições, seu “jeitinho”, ou do seu marido, porque não se pareceria conosco, enfim, porque não saiu da minha barriga, porque não teria minha genética, porque o vínculo não seria o mesmo…

Mas há alguns meses, minha irmã mais velha falou que estava pensando em adotar. Eu fiquei um pouco impactada, porque não temos um histórico de adoção na família, e eu não sabia como reagir.

Como sou muito tia-coruja, achei que deveria “me preparar” para a chegada do meu sobrinho(a) adotivo(a), então comecei a pesquisar no YouTube vídeos sobre adoção, e então encontrei essa série da Alesc, e agora já assisti a dezenas de reportagens, depoimentos, campanhas e histórias…

Mudei minha maneira de pensar, de sentir, dissolvi preconceitos.

Comecei a pensar… por que eu não penso em adotar?

Coloquei os seguintes impedimentos:

1) Porque sou solteira. Achei que pessoas solteiras não poderiam adotar.
2) Porque sou autônoma e não tenho emprego fixo.
3) Porque não tenho casa própria, carro ou um patrimônio.
4) Porque não quero ser mãe solteira.
5) Porque tenho medo de não ser uma boa mãe.

Mas aí comecei a pesquisar mais ainda sobre o assunto e descobri que pessoas solteiras podem sim adotar. E não precisa ser rica, concursada, e coisa do tipo. Não precisa ter patrimônio. Basta ter uma renda estável, e isso eu tenho.

O medo de ser mãe… acho que toda mulher passa por isso, afinal, é uma aventura para a vida toda e além! Mas o sonho de ser mãe é tão forte que resolvi ir no Fórum aqui da minha cidade, saber mais sobre adoção.

Procurei a Vara da Infância e da Juventude, e a moça me deu os seguintes documentos, que preciso reunir e voltar lá para serem analisados:

DOCUMENTAÇÃO PARA HABILITAÇÃO/ADOÇÃO

1 – Cópias de certidão de nascimento ou casamento, ou declaração relativa ao período de união estável (não precisa). Correção posterior: Precisa sim! Da xerox de um desses documentos
2 – cópias da cédula de identidade (RG) e inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);
3 – comprovante de renda (pode ser o recibo do Imposto de Renda) e domicílio;
4 – atestados de sanidade física e mental, emitido por médico;
5 – certidão de antecedentes criminais (que pode ser emitida gratuitamente e online aqui)
6 – certidão de distribuição cível (Setor de distribuição do Fórum)

Já estou com todos esses documentos em mãos, exceto o atestado, mas marquei uma consulta para a próxima segunda-feira, para obtê-la.

Depois de analisada a documentação, se eu for aprovada, passo para o período de entrevistas com psicólogas e assistentes sociais da Vara da Infância e Juventude, que vão avaliar minhas reais motivações para adotar, se tenho condições de adotar uma criança, de acolhê-la em minha casa e em minha vida e, se sim, qual o perfil de criança que desejo.

Se eu me sinto ansiosa? Um pouco, é claro, mas o coração está batendo forte com a expectativa de ser mãe, e estou disposta a me pôr disponível para viver esta aventura, que, espero, traga muitas alegrias, amor e aprendizado.

Como uma moça fala num dos vídeos… a gente *adota* tantas pessoas ao longo da vida – um marido, uma esposa, um amigo ou amiga… pessoas sem vinculação genética nenhuma conosco, mas que amamos como parte de nós, de nossa alma e de nosso coração. Por que não um filho, ou um irmão, neto, sobrinho?

Família é composta por laços de amor, não de sangue. E a adoção é realmente o triunfo do amor sobre o “destino”.

Namaste __/\__

Advertisements

7 thoughts on “Adoção = Amor

  1. Oi, Miriã (Belo nome, é o nome original de Maria, não é?),

    Eu também amei o nome do seu site! A adoção não era meu plano A, nem mesmo meu plano B, mas conquistou meu coração : )

    Sim, amanhã vou para minha consulta na clínica geral. Meus exames mostraram um pouco de sangue na urina e tive que fazer um ultrassom para ver se eram pedras nos rins. Graças a Deus, os exames mostraram que está tudo normal, que estou saudável e espero que amanhã ela me dê o laudo de saúde física, o único documento que falta para dar entrada. Até agora, estou sentindo o processo muito tranquilo e cheio de aprendizado. Tem um estressezinho aqui e ali mas nada que uma futura mamãe não resolva 😀 A gente resolve tudo!

    Como faz para seguir seu blog?

    Abraços,
    Andressa

    • Obrigada Andressa 🙂 .
      Para seguir é só rolar com a mouse p baixo, que vai aparecer do lado direito a opção de seguir.

      Não importa quando a adoção virou uma opção..de imediato ou não, todos que resolvem entrar de cabeça nessa, é por puro amor né? S2

      Você é daonde?
      Eu sou de São Paulo capital, e na minha comarca só posso entregar os documentos após o certificado do curso preparatório(que ja me cadastrei e estou esperando ser chamada, previsão para março)..então estou esperando ansiosamente, quase enlouquecidamente kkkk.

      Que passe bem rápido p nós!

      Bjoo.

  2. Pronto, seguido : ) É uma dificuldade seguir o link do seu site aqui pelo WordPress (clicando em seu nome). Aqui, para mim, o link vai para uma página que não existe. Mas já salvei no meu Favoritos.

    Sou do Recife, Pernambuco. E aqui, eles pedem os documentos, para então falar comigo, se eu for aprovada. Também fiquei aflita, sobretudo no começo. Tanto que até adoeci, tive febre por uns dois dias, parecia gripe, mas sabia que era emocional. Depois que passou, conversei comigo mesma, disse que eu precisava de calma e paciência se iria escolher trilhar esse caminho, e algo dentro de mim se acalmou. Mas de vez em quando a angústia bate.

    Espero que tudo seja gratificante em seu caminho, e que março chegue logo! Vou estar rezando por você.

    Beijos,
    Andressa

    • Amém, que nosso “positivo” saia logo, e que possamos vencer essa ansiedade que as vezes vem forte né.

      Acredito que as coisas acontecem no tempo certo, que esse tempo seja breve p nós 🙂 .

      Bjoo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s